TikTok: mais importante que curtida é a retenção

03 de agosto de 2022

Luciana Alvares deu dicas sobre o TikTok para jornalistas e publishers

A analista sênior do TikTok Brasil, Luciana Alvares, esteve no Café com Aner da tarde desta terça-feira, dia 2 de agosto, para dar aos publishers e jornalistas mais dicas sobre estratégias de conteúdo de sucesso para o aplicativo. O Café da tarde de ontem foi o primeiro patrocinado pela Mauricio de Sousa Produções. Durante o encontro, Liberato Dios, do Jornal do Povo de Cachoeira do Sul foi sorteado com o livro Mauricio – a história que não está no gibi, sobre a vida do criador da Turma da Mônica.

No bate-papo, Luciana Alvares resumiu o primeiro encontro de que participou no início de julho e mostrou outras técnicas e ferramentas a que os criadores de conteúdo devem ficar atentos.

“Mais importante do que ter curtidas é ter a atenção dos seguidores”, explicou, referindo-se principalmente ao conteúdo em vídeo. “Se a pessoa recebe o vídeo no For You e não assiste até o fim, é sinal de que algo está errado: ou o conteúdo não interessa ou não foi atrativo o suficiente”, afirmou.

Luciana conta que não há receita de bolo para criação de vídeos e de conteúdos de sucesso no TikTok, mas explica que é importante seguir regras básicas tendo em mente as particularidades do aplicativo. “O TikTok não é uma rede social. Ele é um aplicativo para consumo e compartilhamento de vídeos de informação e entretenimento, que têm início, meio e fim, contam uma história de forma bem estruturada”, define.

Quais métricas importantes para acompanhar no TikTok?

A especialista destacou a importância de acompanhar as preferências do público e observar aspectos como quais hashtags são mais seguidas, que tipo de buscas os seus seguidores fazem, quais os horários em que estão ativos, a frequência de interação e o comportamento de uma forma geral.

“Há tipos de comunidades que gostam apenas de curtir, enquanto outras gostam de comentar e deixar textão nas respostas aos posts. Se for assim, você deve aproveitar essa tendência e responder aos comentários delas, estimular a conversa, pedir que dê um like e mesmo que compartilhe o perfil”, recomenda.

Mais do que ao número de curtidas, o criador de conteúdo deve ficar atento a métrica que indica a retenção, ou seja, o tempo que o visitante visualiza os vídeos.

“Se todo mundo curte e ninguém assiste até o final, isso não é muito valioso. É sinal que tem alguma coisa errada com o vídeo”, afirma Luciana, explicando que isso não tem a ver com o tempo de duração do filme, mas com a qualidade do conteúdo: “Há vídeos de um minuto com mensagens que poderiam ser passadas em 30 segundos e que se tornam chatos por isso. Mas também há vídeos que têm cinco minutos e que são perfeitos na retenção de público”.

As ferramentas do TikTok permitem aos criadores de conteúdo acompanharem quantas pessoas assistiram ao conteúdo, o tempo total de visualizações, o tempo médio (que é o mais importante) e o percentual de pessoas que assistiram ao vídeo.

Divisão no modelo pirâmide de conteúdo

A pirâmide de conteúdo é uma das formas de estruturar o calendário de postagens equilibrado. Segundo Luciana é preciso observar três tipos de postagens:

1 – Conteúdo base

O conteúdo base é o arroz com feijão, aquela produção que é mais fácil e abundante dentro da empresa e que, normalmente dá menos trabalho para fazer. É o que identifica a essência do perfil.

2 – Conteúdo premium (experimental)

É um conteúdo que demanda dedicação maior. Quando o usuário pensa no perfil, ele sabe o que vai encontrar e se surpreende quando acha algo mais refinado. Pode ser, por exemplo, os bastidores da redação ou de produção de uma reportagem. Luciana brinca e compara a um prato um pouco mais refinado, como uma lasanha, que todo mundo sabe que um dia vai chegar, e fica ansiando por ela.

3 – Conteúdo eventual

É um conteúdo que aparece a cada ano ou a cada seis meses, com frequência muito menor. Mas quando aparece, tem potencial viral, porque abrange público maior do que alcança no dia a dia e demanda mais esforço na criação. Luciana compara este a um bolo de chocolate.

Estratégia AEIOU

A especialista também citou a estratégia AEIOU, que são os tipos de vídeos mais populares no TikTok. Veja abaixo como funciona:

Amor – Consumo da comunidade se dá pelo amor que tem ao produto ou pessoa, como a comunidade que segue a Juliette, por amor.

Estranheza – Informações esquisitas, notícias estranhas, tutoriais de coisas bizarras.

Informação – Conteúdo informativo. No começo da pandemia, informações sobre como se proteger da Covid, por exemplo, deram muito certo.

Ódio – Criar polêmica fazendo críticas destrutivas a filmes, pessoas ou situações.  Faz sucesso, mas Luciana não recomenda ao segmento de publishers

Utilidade – Conteúdo que colabora, que é útil para os visitantes

Como linkar as partes do vídeo no TikTok?

Luciana também deu dicas de como organizar o conteúdo para postagem de forma que fique mais fácil encontrar as partes dos vídeos publicadas. Atualmente todas as contas já têm acesso à postagem de vídeos de até 5 minutos pelo celular e, algumas contas, podem postar gravações de até 10 minutos, pelo desktop. No entanto, quando for necessário partir os vídeos, ela recomenda que todas as partes sejam publicadas na mesma hora.

“Você pode usar a playlist, para listar os vídeos todos juntos ou pode postar os links para as outras partes nos comentários da primeira parte. É preciso, ainda, que tenham um roteiro bem estruturado, que o primeiro vídeo faça menção aos outros e que os seguintes mostrem, na abertura, a informação de que são sequências de uma série”, explicou.

Excepcionalmente este episódio do TikTok não ficará gravado no Canal do YouTube da Aner.

Quer ficar por dentro das notícias sobre a Aner, do mercado editorial e das novidades sobre tendências em jornalismo? Clique aqui e assine a Newsletter Aner.

Para acompanhar e participar dos fóruns internos de discussão sobre Logística, Jurídico, Tributário, Tecnologia e Inovação para empresas jornalísticas? Mande um e-mail para a Aner e torne-se sócio!

 

Selecionamos outros textos para você