Programa Acelerando com Aner e ANJ: Mentoria fica para sempre

12 de julho de 2022

Andressa Simonini contou como foi o processo de mentoria

A editora-executiva da Revista Pais&Filhos, Andressa Simonini e a gerente de produto responsável pela Experiência do Usuário na Quartz, Luciana Cardoso foram as convidadas do Café com Aner da tarde de terça-feira, dia 12 de julho. As duas falaram sobre o processo de mentoria desenvolvido a partir do Programa Acelerando a Transformação Digital com Aner e ANJ, promovido pelo Meta Journalism Project e pelo International Center for Journalists (ICFJ) em parceria com a Aner e a Associação Nacional de Jornais (ANJ).

A Revista Pais&Filhos foi uma das seis empresas associadas à Aner que tiveram projetos selecionados para receberem três meses de mentoria e uma ajuda de custo de US$15 mil, para investimentos no planejamento e implementação de novidades, a partir do Programa Acelerando. A equipe optou por um novo podcast, o POD&tudo, que foi lançado no dia 29 de julho.

“No dia a dia da redação estamos no calor, tendo que atender diversas demandas. Mas o processo de mentoria fez com que a gente organizasse a missão e visão do produto… colocar no papel é muito importante”, conta Andressa, elogiando a mentoria. “Essa mentoria passa a ser um formato aplicável a todos os outros projetos que faremos”, conta.

Cobertor curto, mas bem utilizado

Durante o bate-papo, Andressa explicou a organização da redação e de toda a equipe da revista para empreender nos novos formatos. Segundo ela, sempre há muitas demandas para implementar e colocar em prática, responder, mas a avaliação tem que ser momento a momento, buscando formas de resolver as demandas utilizando toda a equipe.

“É preciso avaliar sempre as prioridades e isso nós fazemos o tempo todo”, afirma. Quando um está sobrecarregado é sinal de que há outro que pode colaborar”.

Andressa também explica que dentro da equipe todos participam do processo em conjunto e isso dá aos colaboradores uma sensação de pertencimento que aumenta o alcance das ações.

“Usamos 100% da verba para compra de equipamentos e não tínhamos toda a expertise sobre como fazer todos os processos. Mas nossa equipe estudou, se aprimorou e conseguiu resolver. O Pedro (Sampaio), nosso especialista em som, sempre conseguiu pesquisar e resolver todas as demandas novas”, elogia. “Encaramos o processo como um crescimento coletivo e não como um projeto de apenas uma pessoa”, explicou.

Luciana Cardoso, da Quartz, foi a responsável pela mentoria

A participação dos colaboradores como uma equipe bem-organizada é um ponto de destaque também na percepção de Luciana:

“As empresas têm mania de separar as equipes em caixinhas: conteúdo, tecnologia, comercial…, mas isso não pode mais ser assim. No meio do processo com a Pais&Filhos eu já não sabia quem era de uma área ou de outra, porque todos participavam. Essa é a grande riqueza deste processo, porque se você discute as ações só com uma área, a outra não se sente envolvida”.

Cultivando a vocação para inovar

A diretora-executiva da Aner, Regina Bucco, destacou a vocação para descobrir novas formas de comunicar e rentabilizar a produção, que já é tradicional na Pais&Filhos e incentivou os publishers:

“É muito importante que todo o meio editorial entenda a necessidade de sair do ‘não’ e ir para o ‘sim’! Buscar novas soluções, rever as formas de fazer as coisas”, disse, recebendo o apoio de Luciana.

Durante a apresentação, Andressa contou as vantagens que já estão sendo colhidas pela equipe com o projeto

Se você quer ver mais dicas sobre o processo de mentoria, clique aqui e veja a íntegra do bate-papo no YouTube da Aner.

Quer ficar por dentro das notícias sobre a Aner, do mercado editorial e das novidades sobre tendências em jornalismo? Clique aqui e assine a Newsletter Aner.

Para acompanhar e participar dos fóruns internos de discussão sobre Logística, Jurídico, Tributário, Tecnologia e Inovação para empresas jornalísticas? Mande um e-mail para a Aner e torne-se sócio!

 

Selecionamos outros textos para você