Jornalismo sob cerco digital é o tema do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa de 2022

27 de abril de 2022

arte em fundo azul com imagem de olho humano e tema do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa 2022

Iniciativa da Unesco tem o apoio da Aner. Arte: Unesco

Todos os anos a UNESCO escolhe um tema para marcar o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, comemorado em 3 de maio. Neste ano, o foco é “Jornalismo sob cerco digital: a era digital e o impacto na liberdade de expressão, na segurança dos jornalistas, no acesso à informação e na privacidade”.

Com o apoio de diversas entidades, a UNESCO no Brasil convida a sociedade civil, veículos de comunicação, entidades profissionais, associações de classe e todos aqueles que acreditam no valor da democracia a se juntarem em um movimento nessa data. O objetivo é chamar atenção para o valor e papel essenciais de uma imprensa livre e independente.

Aner apoia a iniciativa e convida todos os jornalistas a participarem da mobilização

Com o tema deste ano em destaque, veículos, sites de jornalismo digital, universidades profissionais podem contribuir com ideias e iniciativas para que, em benefício de toda a sociedade, buscando garantir um ambiente de trabalho seguro em todas as suas etapas para toda a imprensa.

No movimento proposto pela UNESCO, cada parceiro irá receber um press kit digital com banners e cards para estimular postagens simultâneas. As peças permitirão que cada participante inclua seu logotipo, reforçando a campanha colaborativa. Há também uma lista com sugestões de ação, para quem tiver interesse, como a realização de debates, coberturas específicas, editoriais, entrevistas, podcasts, webinários e eventos que reflitam a importância da data e o papel da imprensa para a democracia.

Além da mobilização brasileira, a Conferência anual do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, promovida pela UNESCO, acontece neste ano no Uruguai, de 2 a 5 de maio em Punta del Este, com uma programação paralela também em Montevidéu. Para saber mais, acesse https://en.unesco.org/commemorations/worldpressfreedomday/2022/programme .

“O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, celebrado no dia 3 de maio, nos lembra da importância de respeitarmos o direito fundamental à liberdade de expressão, pilar essencial  da democracia. Precisamos  apoiar e defender os profissionais da mídia, para não serem alvos de restrição ou cerceamento de suas atividades, e de garantirmos que tanto os meios de comunicação, como os cidadãos, possam se expressar livremente, sem sofrerem ameaças, ataques ou qualquer tipo de violência ao apurar os fatos e relatar histórias”, afirma Marlova Noleto, diretora e representante da UNESCO no Brasil.

Jornalismo sob cerco digital

A informação é um bem público, e a imprensa livre e independente é o seu guardião. No entanto, o jornalismo profissional nunca esteve tão ameaçado. Cada vez mais profissionais e organizações de notícias sofrem com todo o tipo de violações. Agora, entretanto, o cerco é digital.

Aos ataques, ameaças, prisões e atentados, juntam-se a violência virtual (principalmente contra as mulheres), a vigilância e o hackeamento de dados de jornalistas por parte de atores estatais e não estatais. O cenário se completa com a falta de transparência e de responsabilização das empresas de tecnologia, o que contribui para a proliferação de desinformação e discurso de ódio.

Sobre a data

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é comemorado no dia 3 de maio. A data foi instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) em 1993. No mesmo dia é também celebrada a assinatura da Declaração de Windhoek, capital da Namíbia, que foi sede de um seminário realizado por jornalistas africanos em 1991. A data celebra a luta pelo direito à liberdade aos profissionais de imprensa de divulgar, investigar e trazer ao conhecimento público informações de forma imparcial e independente.

Como participar das comemorações:
  • Veículos

–  Aplicar banner comemorativo no portal / site

– Veicular anúncio em veículo impresso

– Abrir espaço para publicação de artigos no dia / semana

– Editorial na data reforçando a importância da comemoração e do papel da imprensa para a democracia

– Entrevista com a representante da Unesco no Brasil, a Sra. Marlova Noleto e / ou com representantes de entidades parceiras

– Promoção de evento / debate / webinar na data / semana

– Cobertura de eventos nacionais e da Conferência Internacional que será realizada no Uruguai de 02 a 05/5

 

  • Universidades / outras instituições

– Promoção de evento / debate / webinar na data / semana

– Spot de rádio

– Ação coordenada nas redes sociais de todos os participantes

– Postagem de cards comemorativos nas redes sociais dos parceiros

 

Juntos podemos obter respostas mais eficazes para retirar os jornalistas e o jornalismo do cerco digital.

Defender a imprensa livre é papel de todos nós!

Use as hashtags:

#jornalismofortedemocraciaviva

#diamundialdaliberdadedeimprensa #imprensalivre #jornalismosemmedo #jornalismoindependente

 

Selecionamos outros textos para você