Tony Blair Institute: Internet como conhecemos pode estar ameaçada

04 de outubro de 2021

 

O Instituto Tony Blair publicou um relatório na semana passada em que mostra que a internet está ameaçada por um colapso e falta de definição de políticas internacionais claras para promover um meio mais responsável e democrático em todo o mundo. De acordo com o relatório ‘The Open Internet on the Brink: A Model to Save Its Future’ (em tradução livre, A Internet aberta à beira: um modelo para salvar seu futuro), as abordagens nacionalistas, escolhidas pelos líderes mundiais, as mudanças irreversíveis no hardware e na infraestrutura da Internet que estão sendo feitas pelas empresas e as tensões sobre cadeias de suprimento de semicondutores ameaçam a estabilidade da grande rede.

De acordo com matéria da Fipp, as recomendações para evitar o colapso seriam:  

  1. Os países D10 (G7 + Índia, Coreia do Sul e Austrália) deveriam estabelecer uma nova Aliança de Infraestrutura Digital e Defesa.  
  2. A ONU precisaria criar uma designação de “Status Geopolítico Estratégico” aplicável a grandes empresas de tecnologia e um novo órgão autorregulatório em toda a indústria com status de Observador Permanente na ONU.  
  3. A ONU, o D10 e as firmas de Status Geopolítico Estratégico deveriam estabelecer um novo Painel de Diversas Partes Interessadas sobre Política de Internet para atuar como um órgão de supervisão do ecossistema.  
  4. Todos os países deveriam criar novas estratégias de política externa que integram digital, dados e tecnologia à diplomacia.  

Clique aqui e veja a matéria no site da Fipp

Selecionamos outros textos para você