Revistas focam em NFTs para alavancarem no mercado

LIVECOINS – 30/03/2021

Emanuele Martins

Foi olhando para o futuro tecnológico que as ações da Playboy saltaram mais de 10% após Ben Kohn, CEO da revista falar sobre o potencial dos NFTs. “Esse é um exemplo perfeito de um novo fluxo de receita que surgiu, realmente alavancando esta propriedade intelectual fenomenal que temos”.

O assunto veio a público na 33° Conferência Anual Roth, onde o CEO da revista disse que o licenciamento da marca para NFTs foi tratado já em outubro, porém o processo de desenvolvimento deverá ser interno.

As mudanças na revista começaram quando a marca se tornou pública em um negócio de U$ 415 milhões, desde então, além das ações subirem 50%, um novo estilo para a revista vem sendo apresentado, agora possivelmente com o token não fungível.

NFTs no New York Times

Para os americanos, a cada momento, os tokens estão mais presentes no cotidiano. Na semana passada o New York Times lançou sua primeira coluna em NFT. Kevin Roose, colunista de tecnologia do NYT explicou em vários tuítes a iniciativa. “Por que um jornalista também não pode entrar para a festa dos NFTs?”, disse o profissional nas postagens.

A ideia era arrecadar valores para auxiliar um fundo social da revista e também colocar o comprador para participar de uma futura coluna sobre o assunto.

A coluna foi leiloada na última quinta-feira por 350 Ethers, equivalente a 560 mil dólares. Na última publicação no Instagram Roose diz estar impressionado com o valor arrecado. “Sou temporariamente rico em criptomoedas, até descobrir como transferir o dinheiro”.

A venda foi para o usuário Fazin, o qual trabalha com criptoarte.

Selecionamos outros textos para você