Revista Caras agora é operadora de telefonia celular

CANALTECH – 09/06/2020

Rubens Eishima

A revista Caras agora tem uma operadora de celular para chamar de sua. A publicação lançou o Caras Chip, mais uma opção de operadora de telefonia móvel no Brasil.

Antes que você se pergunte se a revista vai sair erguendo torres com antena de celular, saiba que a empresa é uma MVNO (operadora de rede móvel virtual, em tradução direta da sigla em inglês). Popular na Europa e Estados Unidos, a prática ainda não pegou no Brasil, apesar de algumas tentativas.

Apresentada como “a operadora oficial da maior revista de celebridades do país”, o Caras Chip é oferecido e operado pela Surf Telecom, a mesma empresa responsável pela Intercel, do Banco Inter, e pela operadora Correios Celular. Por sinal, os planos oferecidos pela Caras são os mesmos disponibilizados pelas duas coirmãs.

A Surf Telecom tem acordo de uso das antenas da TIM e Oi, oferecendo, na teoria, a mesma cobertura das duas operadoras tradicionais. Operadoras virtuais de alguns clubes brasileiros também utilizam a mesma estrutura da Surf, chegando até a compartilhar o estilo do site usado pela Caras Chip — são elas:

Alô Leão – Fortaleza (CE)
Chipeixão – Santos (SP)
Chip do Vascão – Vasco (RJ)
Cruzeiro Celular – Cruzeiro (MG)
Esquadrão Celular – Bahia (BA)
Flu Mobile – Fluminense (RJ)
SPFC Chip – São Paulo (SP)
Sport Cel – Sport (PE)
Vozão Phone – Ceará (CE)

Mercado instável

A Surf opera ainda a Mais, herdeira da finada operadora virtual vinculada à Assembleia de Deus, a Mais AD. A MVNO da igreja teve a parceria com a Vivo interrompida no começo de 2020.

Outra operadora virtual que não emplacou no país foi a Porto Seguro Conecta, voltada para um público do pós-pago e encerrada em 2018. A MVNO da seguradora Porto oferecia diferenciais como assistente de configuração, aparelho reserva e até a opção para que um motoboy buscasse o celular do cliente que o esquecesse em casa.

Selecionamos outros textos para você