Rede Global ensina jornalistas a montar banco de dados para investigações

A Rede Global de Jornalismo Investigativo (GIJN) publicou matéria de uma jornalista Colombiana mostrando estratégias desenvolvidas por jornalistas de várias partes do mundo para criação de bancos de dados para investigações. A matéria da Media Talks dá algumas dicas de passo a passo para construir os bancos de dados, inclusive com a criação e coordenação de equipes de jornalistas de países diferentes.

Na Colômbia, a organização Rotas do Conflito construiu um banco de dados para registrar as mortes durante protestos e conflitos armados utilizando mapeamentos, cronogramas, gráficos, entre outras ferramentas para facilitar o acompanhamento da situação. Uma das recomendações é criar uma equipe multidisciplinar, que contenha especialistas em tecnologia.

Leia mais dicas no MediaTalks

 

Selecionamos outros textos para você