Playboy publica última edição impressa do ano

PODER 360 – 18/03/2020

A última Playboy de 2020 saiu das gráficas nesta semana. A revista corre o risco de nunca mais retornar às bancas. “Decidimos que a edição de primavera será nossa última publicação impressa do ano”, anunciou o CEO da marca, Ben Kohn, por meio de carta aberta divulgada nesta quarta-feira (18).

“À medida em que os efeitos da pandemia de coronavírus na produção de conteúdo e na cadeia de suprimentos se tornava evidente, fomos forçados a acelerar uma conversa que temos tido internamente há algum tempo”, escreveu Kohn, ao indagar-se sobre como seria possível transformar a indústria impressa nos EUA.

A imprensa tem lutado –com maior intensidade desde a recessão de 2008– para garantir a produção de novas tiragens. Mesmo com a popularidade do império fundado em 1953 pelo empresário Hugh Hefner, a Playboy tem sofrido o impacto das mudanças no engajamento do público, uma vez que a tendência no setor tem sido a de que cada vez mais assinantes migrem do papel para plataformas digitais.

Apesar disso, segundo o CEO, a revista arrecada o total de US$ 3 bilhões por ano. “As assinaturas de vídeo aumentam 30% a cada 12 meses e o engajamento nas redes sociais aumentou 50% nos últimos 6”, destacou.

Ao fim do comunicado, Kohn reitera que a missão libertária da companhia continua a mesma de 67 anos atrás: “Tornamo-nos muito mais do que uma revista. E, às vezes, é preciso deixar o passado para abrir espaço para o futuro. Estamos focados em alcançar nosso objetivo da maneira mais eficaz possível, por meio de uma cultura onde todos possam buscar prazer.”

Selecionamos outros textos para você