O Brasil desconectado

EXAME – 06/06/2019

André Jankavski

Entendida como um meio capaz de democratizar a informação e disseminar o conhecimento, a internet ainda está longe de ser acessada por todos. No Brasil, cerca de 33% dos brasileiros com 10 anos ou mais não têm acesso à rede mundial de computadores, de acordo com dados do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação. Esse percentual é constituído, primordialmente, por pessoas das classes C e D e por habitantes das zonas rurais.

O grau de instrução também é fator determinante no mapa da desigualdade digital: os brasileiros que têm apenas o ensino fundamental respondem por 33% dos que assistem a vídeos pela internet e por 23% dos que leem jornais online, segundo um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Considerando o grupo dos que concluíram o ensino médio e o dos que chegaram à faculdade, as proporções alcançam 67% e 77%, respectivamente.

A tendência permanece no consumo de jogos e música online. “A única forma de mudar essa realidade é o governo desenvolver políticas públicas voltadas para a educação digital”, afirma Frederico Barbosa, pesquisador do Ipea e um dos autores do estudo.

Selecionamos outros textos para você