Tela de reunião online

Meta, Aner e ANJ unem especialistas para tratar de segurança digital para jornalistas durante as eleições

01 de junho de 2022

Tela de reunião online sobre segurança digital

O encontro sobre segurança digital reuniu especialistas e foi aberto à participação de jornalistas de todo o Brasil

Um encontro na manhã desta terça-feira, 31 de maio, reuniu especialistas de Meta (Facebook, Instagram e WhatsApp), Projeto Comprova e Redes Cordiais. O assunto foram os mecanismos e ferramentas de segurança digital que colaboram para a proteção do jornalista e das boas práticas de comunicação nas redes sociais durante as eleições.

O evento foi promovido pela Meta em parceria com Aner e ANJ. Destinado aos associados, jornalistas e demais pessoas interessadas, as palestras tiveram como foco falar sobre o que a Meta e instituições parceiras, como o Comprova e Redes Cordiais, estão fazendo para conter a desinformação, perfis e notícias falsos nas redes sociais e na internet.

Durante três horas, os especialistas fizeram um passeio por protocolos e ações que dificultam a publicação e reprodução de notícias falsas, publicadas fora do contexto ou maliciosamente tendenciosas. Eles também deram dicas sobre segurança digital e como investigar fake news.

Destaque para nova fase do Programa Acelerando

Maíra Carvalho, head de parcerias da Meta com empresas de comunicação no Brasil, falou sobre o que Facebook e Instagram vêm fazendo para conter a replicação de notícias falsas ou enganosas. Entre as ações, ela citou a utilização de  inteligência artificial e estratégias para identificar clickbaites e parcerias com 80 verificadores de fatos em mais de 60 idiomas, como AFP, Agência Lupa, Estadão e Aos Fatos, além da  International Fact-Checking Network ( IFCN ), Projeto Comprova e o Instituto Palavra Aberta, que promove educação midiática.

Em seguida, Maíra deu destaque à nova fase do Programa Acelerando a Transformação Digital, que está com inscrições abertas para bolsas de US$15 mil e mentoria. O objetivo é identificar, estimular e disseminar projetos que tenham como objetivo principal combater a desinformação e promover a educação midiática no Brasil.

Clique aqui e veja mais informações sobre quem pode participar

Maior transparência em anúncios

Dando seguimento à apresentação, Lilian Stevanatto, gerente de parcerias governamentais da Meta, explicou o trabalho desenvolvido pela empresa no que diz respeito a anúncios (conteúdos impulsionados, publicidade veiculada no Facebook e Instagram) sobre temas sociais, eleições ou política.

Lilian explicou que anúncios veiculados com objetivos políticos, como campanhas eleitorais, recebem um selo especial, que pode incluir informações sobre a organização ou pessoa responsável pelos anúncios. Ela contou que os rótulos devem ser usados mesmo quando os autores são celebridades que desejam apoiar um candidato, publicando um anúncio em suas redes sociais.

A especialista também falou sobre a biblioteca de anúncios, uma ferramenta publica, aberta a todos os interessados, que indexa anúncios publicados na rede social. As publicações de cunho político ficam indexadas por até 7 anos, para fins de consulta.

Dicas de segurança no WhatsApp

A etapa seguinte da manhã Meta foi a palestra de Dario Durigan, head de políticas públicas do WhatsApp no Brasil, que deu dicas de segurança para os usuários do WhatsApp. Segundo Durigan, por mês, são banidas, em todo mundo, cerca de 8 milhões de contas por denúncias de irregularidades. Nas últimas eleições brasileiras, mais de 360 mil contas tiveram o mesmo rumo.

Dario explicou que o WhatsApp criou um canal especial com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para denúncias de contas irregulares, já para as próximas eleições. Por essa plataforma, que entrará no ar em breve, qualquer pessoa poderá denunciar contas suspeitas.

tela de apresentação com fundo amarelo sobre dicas e ferramentas para verificação de fatos e segurança digital

Clique e baixe a apresentação

Ferramentas para verificação de fatos

Sérgio Lutke, do Projeto Comprova, fez uma apresentação centrada em ferramentas e dicas que colaboram para que jornalistas e demais interessados consigam descobrir o que é notícia real do que é boato.

Ele falou sobre extensões para browser e pacotes de ferramentas como o pacote de ferramentas Ossint Essencials, que fornece recursos e experiência para investigações de código aberto e alfabetização midiática; e o Bellingcat’s Online Investigation Toolkit, que inclui serviços de satélite e mapeamento, ferramentas para verificar fotos e vídeos, sites para arquivar páginas da web e muito mais.

O jornalista também falou sobre os artifícios que as notícias falsas utilizam para mexer com o emocional das pessoas e provocar o compartilhamento, utilizando a indignação, sátira ou comentários provocativos como call to action que estimulam o repasse da informação maliciosa.

Clique aqui e veja a apresentação de Sérgio Lutke na íntegra

tela azul com descrição de ações para melhorar a saúde mental dos jornalistas

Clique na imagem e acesse o guia em pdf

Saúde mental para jornalistas

A palestra de Kátia Brembatti, do Redes Cordiais, foi destinada aos jornalistas que lidam diariamente com o estresse das redações, principalmente durante a pandemia e as últimas tragédias das chuvas. Vice-presidente da Abraji, Katia explicou que a instituição promove a saúde mental para jornalistas. A Redes Cordiais aposta na educação midiática para lidar de forma saudável com as redes sociais e as notícias.

A partir do fim de junho, a instituição promoverá rodadas de conscientização nas empresas jornalísticas de todos os portes, para estimular ações que melhorem a qualidade de vida dos jornalistas. A abordagem será conduzida por Guilherme Valadares, especialista no tema, que esteve em vários países do mundo pesquisando ações saudáveis em redações. Um Guia Básico de Saúde Mental para Jornalistas já está disponível.

Dicas de segurança digital para jornalistas

O encontro foi encerrado com a participação de Sabrina Passos Cimenti, gerente de parcerias estratégicas da Meta, que falou sobre dicas e recursos de segurança para jornalistas. Sabrina falou sobre como proteger senhas e contas de acesso e mostrou, na apresentação, alguns passos incluídos no Guia de segurança para Jornalistas.

A especialista falou também do que fazer quando o jornalista tiver páginas hackeadas ou suspeita de hacking em suas contas. Os endereços para pedir ajuda são:

Na próxima semana o Café com Aner voltará com seu horário habitual, às 15h, e a participação da professora e líder de novos projetos do Núcleo Master Negócios de Mídia, Ana Brambilla. As inscrições são gratuitas e abertas a todos, associados e não associados Aner.

Clique aqui para se inscrever

 

Selecionamos outros textos para você