Mauricio de Sousa: “86 anos e ainda estou no meio do caminho”

28 de junho de 2022

homem branco, grisalho, de blusa de magas compridas e gola branca, segura um livro de capa azul em que aparece na capa

Mauricio contou sobre as produções que estão por vir

Quem não tem curiosidade de ver como seria a Turma da Mônica 50+? Pois essa é uma das ideias que está em produção na cabeça do desenhista mundialmente conhecido Mauricio de Sousa, assim como também estão “no forno” a produção do filme ‘Mauricio de Sousa – O Realizador de Sonhos’ uma parceria da Mauricio de Sousa Produções com a Disney e muitas outras ideias.

Mauricio foi o ilustre convidado da tarde desta terça-feira, dia 28 de junho, no Café com Aner e trouxe de volta a emoção dos tempos de infância a muitos leitores participantes.

“Me sinto muito feliz brincando de desenhar, de fazer histórias, de montar um estúdio e de montar uma equipe. Hoje, tudo isso me dá orgulho, satisfação, responsabilidade” conta o desenhista. “Tenho 86 anos e um monte de coisas soltas no alto da cabeça para botar em ordem, administrar e jogar para os amiguinhos, jovens adultos, idosos”.

Para o mundo todo, pelo YouTube

A primeira edição do gibi que daria origem a toda uma série de fantasia foi Mônica, lançado em 1970. Hoje, os estúdios de Mauricio, que empregam mais de 400 funcionários, avançam acompanhando a tecnologia e entregando as aventuras da série mais querida das crianças em várias opções. São revistas impressas, filmes, desenhos animados, produtos licenciados e o Monica Toy, no canal Turma da Mônica, no Youtube, uma série preparada para crianças do mundo todo, sem diálogos, que já acumula 14 bilhões de visualizações em dez temporadas.

“Estamos entrando no cinema agora… estamos começando live action. Queremos colocar a turma da Mônica em outros países, ao vivo”, planeja.

Também na linha de inovação, chegam as histórias que tratam de incluir os cadeirantes, autistas e portadores de outras diversidades.

“Fui estudar cadeirantes, autistas, para entender como é que viviam… e encontrei os cadeirantes paralímpicos, uma rapaziada alegre, disposta, ensinando como resolver problemas”, conta.

A personagem Dorinha, que tem deficiência visual, foi baseada Dorina de Gouvêa Nowill (a criadora da fundação Dorina).

“Ela escolhia as roupas usando truques conforme a cor, o dia, o clima… então eu e a equipe fomos aprendendo como tratar (esse universo). Pesquisamos bastante e o trabalho está dando um resultado maravilhoso”, explica.

Revistas nas escolas

Responsável pela alfabetização de várias crianças, Mauricio deseja aumentar a entrada das revistas na educação formal, e abre o espaço dos estúdios para iniciativas que tenham o mesmo objetivo. “Nossa intenção é a melhor do mundo. Esperamos que continuemos trabalhando com liberdade de criação e chegando à criançada. Eu quero continuar alfabetizando esse país”, afirma.

Veja alguns dos depoimentos dos participantes:

Luiz Mendes e seu filho, ambos fãs de Mauricio

“Poucas vezes tive tanta honra de participar de uma agenda como essa. Fica o meu registro do agradecimento que tenho ao Maurício de Souza por tudo o que ele me proporcionou e que hoje é desfrutado pelos meus filhos” – Luiz Mendes

“Cresci lendo a Turma da Mônica e até hoje não resisto à leitura quando estou diante dos quadrinhos. É uma honra participar desse encontro. Obrigado, Aner, por promover mais esse café. E obrigado, Maurício, por estar aqui para compartilhar um pouco de sua experiência conosco” – Gabriel Vital | Diário da Região

Marina Cattelan: “Meu cachorro se chama Floquinho”

“Meu Dog se chama Floquinho. Meus filhos amam!” – Marina Cattelan

“Uma honra participar desse encontro com o Maurício, que vem contribuindo tanto para ativar nossa imaginação, ampliar nossa capacidade de sonhar” – Fernanda Villas Bôas

Perdeu o Café com Aner? Clique aqui para assistir a íntegra do bate-papo .

Quer ficar por dentro das notícias sobre a Aner, do mercado editorial e das novidades sobre tendências em jornalismo? Clique aqui e assine a Newsletter Aner.

Para acompanhar e participar dos fóruns internos de discussão sobre Logística, Jurídico, Tributário, Tecnologia e Inovação para empresas jornalísticas? Mande um e-mail para a Aner e torne-se sócio!

 

Selecionamos outros textos para você