Marketing de aplicativos perde 26% do Budget de publicidade com fraudes no Brasil

PROXXIMA – 08/08/2019

Pyr Marcondes

As fraudes vão mudando conforme os profissionais de marketing vão aprendendo a identificar resultados irreais, mas quase um terço do dinheiro desse setor está sendo jogado no lixo por anunciantes e agências.

No palco da segunda edição do MAMA São Paulo, evento de atribuição mobile, a fraude em publicidade móvel foi o tema da apresentação de Reshef Mann, co-fundador da AppsFlyer, que, entre outros números, mostrou que em todo o mundo mobile já se foram 2,3 bilhões de dólares para o ralo com fraude em resultados de campanhas. O número é resultado de profunda pesquisa e análise de dados. 2 bilhões de dólares já foram expostos somente no primeiro semestre de 2019.

As fraudes vão mudando conforme os profissionais de marketing vão aprendendo a identificar resultados irreais. Hoje, segundo Reshef, o que está acontecendo mais são os fake users. “Mas trata-se de um mal crônico que irá se desenvolver e cabe a nós encontrarmos formas de vencê-la por meio de análise de dados”, afirmou Reshef.

Jogos são os aplicativos com a menor taxa de fraude. Varejo, finanças e viagens são os mais atingidos. No Brasil, apps de compras são os mais atingidos.

Outra evolução do cenário é que as fraudes chegaram a atividades dentro dos aplicativos, como downloads e cliques apos a instalação.

“As fraudes estão abocanhando o orçamento de publicidade. 22,6% do gasto em campanhas mobile é desperdiçado. Essa taxa é de 26% no Brasil”, afirma Reshef.

A pesquisa analisou 2,5 bilhões de instalações de aplicativos não orgânicos de 9.500 aplicativos com pelo menos 100 instalações mensais impulsionas por campanhas de marketing entre janeiro e junho de 2019.

Selecionamos outros textos para você