Kit de Segurança Digital do CPJ ganha nova versão

ABRAJI – 19/05/2021

Para que jornalistas se mantenham atualizados sobre as ameaças à segurança digital, o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) revisou as orientações e ferramentas do seu manual voltado para o tema. O Kit de Segurança Digital é um conteúdo on-line que tem como objetivo orientar jornalistas a se protegerem e a preservarem suas fontes no ambiente digital.

O documento alerta que o profissional de imprensa deve ter consciência das informações que estão sob sua responsabilidade e do que poderia acontecer caso elas caíssem em mãos erradas.

O conteúdo do Kit de Segurança Digital está dividido em seis categorias principais:

Proteja suas contas;
Phishing;
Segurança do dispositivo;
Comunicações criptografadas;
Uso seguro da Internet;
Cruzando fronteiras.
Em relação ao Phishing, ação de enganar usuários para acessar informações privadas e confidenciais, o CPJ orienta jornalistas a pesquisar recursos tecnológicos utilizados nessa prática para entender as ameaças e a probabilidade de se tornarem alvos. Nesse caso, para obter dados que expõem e intimidam o profissional de imprensa, o invasor pode violar até mesmo dispositivos de familiares, amigos e colegas de trabalho.

No que se refere à segurança de aparelhos, como computador e celular, o documento sugere que os profissionais de imprensa não façam o backup de dados da conta na nuvem vinculada ao(s) dispositivo(s) de forma automática, já que as informações armazenadas podem não ser criptografadas. Além de desativar o backup automático, o kit indica o uso da ferramenta Bitlocker, que ativa a criptografia de disco completo para Windows, e o FileVault para Mac.

Confira o material completo reproduzido com autorização do CPJ no Help Desk da Abraji.

Selecionamos outros textos para você