Jornalistas são indicados pela Aner para curso do Insper sobre agronegócios

07 de abril de 2022

 

Os jornalistas foram indicado pela expertise na cobertura do mercado agro.

No Dia do Jornalista, a Aner comemora a indicação de quatro profissionais de revistas associadas para o curso O Papel do Agronegócio em um Mundo Complexo, promovido pelo Insper. Cassiano Ribeiro, editor da Globo Rural e comentarista da Rádio CBN; Carla Aranha, setorista de macroeconomia, agronegócio e internacional na Exame; Lana Pinheiro, editora de ESG (ambiental, social e de governança) na IstoÉ Dinheiro; e Victor Ohana, repórter da Carta Capital foram selecionados para o curso, que começa em maio.

Voltado exclusivamente para profissionais de imprensa, o curso do Insper tem o objetivo de aprimorar a qualificação de profissionais dedicados ao tema nas redações.

“A Aner tem essa preocupação de promover a capacitação dos jornalistas e publishers das empresas associadas, então, ficamos muito felizes quando as vagas foram oferecidas pelo Insper”, conta Regina Bucco, editora-executiva da Aner. “Escolhemos os candidatos entre os veículos associados e pela atuação na área do agronegócio, como especialistas nas coberturas sobre o tema”, explicou.

Aulas vão abordar evolução e conjuntura do agronegócio

O objetivo do curso é fazer com que os jornalistas possam interpretar a evolução e a conjuntura do agronegócio e seus principais desafios de competitividade e sustentabilidade. Serão abordados os conceitos centrais, dimensão, segmentos e cadeias agroindustriais por meio da avaliação de informações, dados e evidências científicas, com foco no papel do Estado e das políticas públicas para seu desenvolvimento.

Carla Aranha é jornalista especializada na cobertura de temas agro há cinco anos e está lançando nesta quinta-feira, 7 de abril, a série de vídeos Exame Agro, dedicados ao tema.

“Como jornalista de macroeconomia e agro de uma das maiores mídias do país, é uma oportunidade incrível fazer um curso específico de agronegócio em uma das mais renomadas instituições de ensino brasileiras, com professores super gabaritados”, comemora.

 

Lana Pinheiro trabalha como jornalista há 20 anos e há dois se dedica à cobertura do agronegócio.

“Com um valor bruto de produção de mais de R$ 1 trilhão, o agronegócio brasileiro tem o grande desafio de se reinventar para garantir a segurança alimentar do planeta nos próximos anos e, ao mesmo tempo, liderar a agenda ambiental. Neste cenário, cabe à imprensa o dever de aprofundar o debate sobre negócios, capital e economia verde no campo trazendo subsídios para o produtor e investidores tomarem as melhores decisões. Vem daqui a grande importância deste curso no Insper, que hoje é uma das mais respeitadas instituições de formação do País ligadas a temas de gestão empresarial”, afirma.

Na mesma turma estão Victor Ohana, da Carta Capital, que se formou em jornalismo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFrRJ). Desde então, tem acompanhado os temas relacionados ao agro.

“Tive a oportunidade de trabalhar na Fundação de Pesquisas da Universidade, reportando parte das dezenas de estudos relacionados à agronomia, à engenharia de alimentos, entre outras áreas. Portanto, pude lidar diariamente com os debates mais contemporâneos e com as inovações tecnológicas que eram desenvolvidas no setor”, conta.

“Hoje, percebo que o aprofundamento nos estudos sobre o agronegócio brasileiro é tarefa imprescindível para jornalistas como eu, que estão na cobertura diária da política e da economia, porque trata-se de um mercado que explica muito sobre a história do nosso país, as nossas riquezas, as nossas potencialidades e a posição do nosso país no globo. Certamente, a oportunidade de aprimorar os meus conhecimentos nesse campo não poderia ocorrer em lugar melhor do que o Insper, uma instituição de referência, com vocação reconhecida para o ensino moderno e de excelência”, acredita.

Cassiano Ribeiro, da Globo Rural, é nascido em Curitiba (PR), e está há 14 anos trabalhando com temas relacionados à cobertura Agro. Começou a carreira trabalhando com consultoria na AgRural  e depois foi para jornal, até decidir morar em São Paulo, onde está até hoje.

“Acredito que o curso será uma grande oportunidade de conhecer de perto os novos desafios e as oportunidades para o agro brasileiro, um setor dinâmico, complexo e ao mesmo tempo fascinante, que já mudou muito. Também penso que os encontros proporcionarão uma troca de ideias e compartilhamento de informações relevantes entre especialistas e os profissionais de mídia, questionadores e inquietos. Tenho certeza de que será uma experiência muito rica e uma importante ferramenta de atualização sobre o campo”, aposta.

Se você também quer tornar a sua editora associada da Aner, entre em contato conosco. Clique aqui ou mande um e-mail e saiba como ter acesso aos benefícios da Aner!

Selecionamos outros textos para você