Jornalismo local e de qualidade importa

100fronteiras – 28/09/2020

No Dia Mundial das Notícias, nesta segunda-feira (28), a 100fronteiras engajou-se, ao lado de mais de 100 veículos de comunicação de todo o mundo, na tarefa de destacar a importância da valorização do jornalismo local e de qualidade.

Patrícia Buche

Vivemos na era da desinformação. Ao mesmo tempo em que as notícias chegam de forma instantânea em nossos lares, a informação de qualidade está cada vez mais escassa. E isso ficou claro com a pandemia de coronavírus que desencadeou a pandemia de notícias falsas, as fake news, o que reflete um deserto no jornalismo local e de qualidade.

Para mudar essa realidade e destacar a importância do jornalismo como forma de suprir os desertos de notícias, o The Canadian Journalism Foundation (CJF)  e o World Editors Forum (WEF)  – com o apoio da Google News Initiative – lançaram o World News 2020 que envolveu mais de 100 apoiadores da mídia de todo o mundo.

A intenção é conscientizar as redações e leitores de todo mundo sobre a importância do jornalismo de qualidade. O editor-chefe do The Straits Times, o principal jornal inglês de Cingapura, e Presidente do Fórum Mundial de Editores, Warren Fernandez, destacou em seu artigo que “as notícias reais são importantes se quisermos compreender os desnorteadores desenvolvimentos que nos cercam. Credível o jornalismo é fundamental se quisermos ter debates informados sobre para onde podemos estar indo em um pós-mundo pandêmico. Redações que estão engajadas com seus leitores podem ajudar a reunir comunidades em um momento de mudança dolorosa”.

E falando em mudança dolorosa, a 100fronteiras retratou em maio a dura realidade das famílias que se separaram com o fechamento da Ponte Internacional da Amizade, que mudou a rotina da fronteira e gerou um “novo normal”. E é esse tipo de jornalismo local, que conversa com o público local, responde às questões e traz luz ao desconhecido que faz falta nos dias de hoje e da qual o World News Day busca valorizar.

“Jornalistas profissionais e redações serão vitais para ajudar as comunidades a pesquisar as devastadas paisagens ao redor deles. Eles também serão essenciais para as conversas honestas que serão necessárias para descobrir o caminho a seguir. É por isso que o sucesso e a sustentabilidade da mídia são importantes – agora mais do que nunca – para nós todos”, finaliza Warren em seu artigo.

Por isso, mais do que nunca, hoje nós da 100fronteiras, que estamos a 16 anos produzindo jornalismo local e de qualidade, nos dedicamos diariamente para conhecer a realidade dos moradores da fronteira e buscar soluções para responder a tantas perguntas que surgem em meio a um mar de incertezas que a pandemia criou.

Foto de Paulo Lisboa

Selecionamos outros textos para você