Jornalismo local: 100Fronteiras dobrou equipe na pandemia

29 de setembro de 2021

Ao participar do 16º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji, o publisher do grupo 100Fronteiras, sediado em Foz do Iguaçu (PR) e membro da Comissão de Editores Locais da Aner, Denys Grellmann, falou sobre como o grupo está lidando com a pandemia. Segundo ele, ao contrário de grandes redações, que fecharam durante a pandemia, o 100fronteiras dobrou a equipe.

O relato de Dennys fez parte de um panorama onde os participantes dos treinamentos em jornalismo local, promovidos desde 2019 pela Abraji e Facebook, contaram suas experiências nas redações locais e como buscam a sustentabilidade de seus negócios. Também participaram do panorama Douglas Figueiredo, estudante de jornalismo e criador do Jornal Correio de Franco, na cidade paulista de Franco da Rocha; Karina Pinto, apresentadora da Rede Vale do Xingu; Bruno Elmano Lemos, da TV Setorial, emissora educativa da Rede Novo Tempo de Comunicação, sediada em Pindamonhangaba (SP)e Wanessa Oliveira da Silva que, junto com colegas, decidiu criar um veículo independente nas Alagoas, a Mídia Caeté.

Segundo Dennys Grellmann, a virada aconteceu após um momento de crise trazida pela pandemia, que levou 80% da receita da empresa em dez dias. A aproximação da comunidade e o curso de jornalismo local, segundo ele foram essenciais para colocar todos da redação “na mesma página”.

O programa de formação em Jornalismo Local Sustentável da Abraji é apoiado pelo Facebook Journalism Project.

Selecionamos outros textos para você