Google ameaça sair da Austrália, mas país não recua na lei que obriga pagamento a editores

PORTAL DOS JORNALISTAS – JANEIRO DE 2021

O tempo esquentou entre Google e Austrália. Melanie Silva, diretora da empresa no país, afirmou que a lei proposta pelo Governo australiano, que faria a empresa pagar por links às empresas jornalísticas, quebraria o modelo de negócios do Google. O primeiro-ministro Scott Morrison rebateu dizendo que a Austrália não se dobra a ameaças e que quem manda no país são os australianos.

Para The Drum, principal website de marketing da Europa, com esse pronunciamento o Google declarou guerra à Austrália. Leia em MediaTalks o que é o projeto que pode até se tornar uma crise diplomática, e também a proposta de uma rede social estatal, feita pelo think tank Australian Institute, o chamado Tech-xit.

O tesoureiro da Austrália, Josh Frydenberg, disse que é “inevitável” que o Google e outros gigantes da tecnologia tenham que pagar pelo uso de conteúdo de mídia, respondendo à ameaça do gigante da internet de desativar seu mecanismo de busca no país se for forçado a pagar aos editores locais por notícias.

Leia mais 

Selecionamos outros textos para você