Em fase de teste, aplicativo pode ajudar jornalistas mulheres em casos de abuso e assédio

PORTAL IMPRENSA – 06/02/2020

O aplicativo JSafe pode ajudar as jornalistas em situações ameaçadoras como assédio, bullying e até assalto. O aplicativo está em fase de teste nos Estados Unidos e aceita voluntários para testá-lo.

Segundo a criadora do aplicativo, Kat Duncan, diretora interina de inovação do Donald W. Reynolds Journalism Institute, a ideia surgiu após uma longa discussão com outras jornalistas sobre os abusos e assédio que mulheres enfrentam online e em campo.

“À medida que a tecnologia avança, o mesmo acontece com as oportunidades e os métodos de assediar jornalistas”, diz Duncan. “Jornalistas do sexo feminino enfrentam esmagadoramente mais assédio e agressão do que jornalistas do sexo masculino online e em campo. Eu queria ajudar os jornalistas a combater isso e obter os recursos necessários para ajudá-los a ficarem seguros e a cuidar quando esses incidentes acontecerem”.

Duncan recrutou a ajuda da Faculdade de Engenharia da Universidade do Missouri para desenvolver o aplicativo e A Coalizão (The Coalition) para gerenciar o aplicativo após o lançamento. A Colizão é uma ONG voltada para mulheres no jornalismo em todo o mundo.

Como funciona
O aplicativo permite que os usuários possam documentar incidentes carregando o email do atacante ou os identificadores de mídia social. O aplicativo também permite que os usuários armazenem qualquer evidência de foto ou vídeo que possam ter e indique o nível de ameaça que estão enfrentando.

Os jornalistas também podem solicitar um acompanhamento dos recursos da Coalizão para as Mulheres no Jornalismo, seja para procurar um advogado, terapeuta ou outra assistência.

Voluntários para teste
A criadora do aplicativo está procurando pessoas que estariam dispostas a testar o JSafe com beta, antes de ser lançado oficialmente. Preencha este formulário, se você estiver interessado em testar o aplicativo.

Troféu Mulher IMPRENSA
Está aberta a votação do 14º Troféu Mulher IMPRENSA. São 18 categorias que visam premiar as profissionais de destaque em cada setor, segundo voto dos internautas do Portal IMPRENSA.

Idealizado e promovido pela Revista e Portal IMPRENSA, o prêmio tem como missão difundir o trabalho das mulheres na comunicação em todo o Brasil e fomentar a pauta dos direitos da mulher.

Selecionamos outros textos para você