Design inclusivo é um imperativo da marca

ATLANTIC 57 – 12/08/2020

Russell Vea

Mais pessoas do que nunca esperam que as instituições ajam com empatia. De acordo com um estudo da Ipsos realizado em maio, nove entre dez entrevistados disseram que é importante que as organizações mostrem empatia para construir lealdade. No entanto, menos de três quartos dos mesmos entrevistados disseram acreditar que as marcas perceberam esse fato importante. E as ações inclusivas passam pelo design. Veja aqui algumas boas práticas.

– Audite suas plataformas regularmente com uma ferramenta de livre acesso como a Web Accessibility Evaluation Tool da WebAIM.

– Considere os cegos ao postar imagens em plataformas, garantindo a inclusão de texto alternativo, um novo recurso que o Twitter , o Facebook e o LinkedIn lançaram.

– Considere os surdos ao publicar vídeos, certificando-se de incluir legendas. Isso não apenas ajudará os deficientes auditivos, mas também tornará seu conteúdo mais atraente para a grande proporção de pessoas que assistem a vídeos sem som.

– Para ser um melhor aliado das pessoas com deficiência, leia os recursos encontrados no Projeto A11y .

Leia aqui o texto na íntegra.

Selecionamos outros textos para você