Dedicação a conteúdo exclusivo garante mais assinantes e investidores ao The Athletic

WHAT’S NEW IN PUBLISHING – 06/02/2020

Simon Owens

O modelo de negócios da publicação digital especializada em esportes parece único. Desde a sua fundação nos Estados Unidos, em 2016, passou de cidade em cidade e atraiu jornalistas esportivos  para longe de seus empregos, estabeleceu uma cobertura diferenciada, com conteúdo verdadeiramente original, e conquistou mais de 600 mil assinantes on-line que pagam cerca de US$ 60 por ano para ler os conteúdos de um site marcado por um rígido paywall livre de publicidade. Hoje, emprega mais de 500 pessoas, está se expandindo agressivamente para a Europa e tem conquistado cada vez mais investidores.

Paul Fichtenbaum, diretor de conteúdo do The Athletic, diz que sua recomendação aos jornalistas é essencialmente fazer tudo diferente dos demais profissionais de outros veículos. “Ao assistirem uma partida, não digitem. Depois do jogo, não vá à coletiva de imprensa, porque é aí que todos recebem as mesmas informações e declaratórios. Vá encontrar alguém que não está lá. Vá conversar com outros funcionários das equipe, desenvolva fontes”, diz. “Se obtivermos as mesmas informações que todos os outros, por que as pessoas nos dariam seus cartões de crédito?”, provoca. “Nosso trabalho é realmente sobre diferenciação e singularidade”.

Leia aqui o texto na íntegra.

 

Selecionamos outros textos para você