Como criar uma estratégia de trabalho híbrido?

25 de agosto de 2021

A Gallup publicou um artigo de Nate Dvorak , pesquisador de Análise Preditiva da Gallup Consultoria, com perguntas que ajudam os gestores a criarem uma estratégia de trabalho híbrido para os funcionários. Uma pesquisa do instituto mostra que, nos Estados Unidos, cerca de metade dos trabalhadores prefere trabalho exclusivamente no local ou exclusivamente remoto. O restante, opta pelo híbrido. O problema é saber os critérios que norteiam este trabalho mesclado entre o ambiente da empresa e o doméstico.

Fonte: Gallup Consultoria

Evite estratégias prontas

Uma das principais recomendações é não adotar estratégias prontas de outras empresas. Cada uma tem uma rotina e uma forma de ação, o que pode trazer problemas de adaptação. O autor recomenda também que as empresas decidam sobre o formato de trabalho e crie regras claras para todos os funcionários antes de determinar como será o retorno. Isso evitará mal-entendidos e a reprodução de comportamentos inadequados, já que, para alguns, trabalho hibrido significa trabalhar muito e, para outros, trabalhar quase nada.

Perguntas para organizar o pensamento

Veja as perguntas sugeridas e entenda como os líderes e gestores podem analisar se a empresa suporta o trabalho híbrido.

1. Por que o híbrido é adequado para nossa organização?

Qual o padrão de comportamento de seus funcionários? Eles vão precisar de um código de conduta com 10 páginas ou apenas recomendações de bom-senso na hora de cumprirem com suas obrigações. Observar a rotina, personalidade e nível de comprometimento de cada um é fundamental para que a empresa não fale muito e nem muito pouco sobre o assunto.

2. Como a voz de nossos funcionários guiará nossa abordagem?

Por mais que o gestor conheça a empresa, existem peculiaridades no trabalho que são conhecidas apenas pelos funcionários que lá estão diariamente, fazendo o trabalho. Então, na hora de criar as regras, ouça os funcionários. Crie pontos de escuta claros, como pesquisas de pulso, para obter a perspectiva dos funcionários sobre o retorno ao escritório. Não espere agradar a todos, mas ouvir as opiniões vai ajudar em muito o processo.

3. Vamos entrar gradualmente ou todos juntos?

As variantes do vírus da Covid-19 ainda nos ameaçam, então, nada mais natural de os tempos de ida e volta serem diferentes para o conjunto de funcionários. Fatores que devem ser considerados são as distâncias geográficas do local de moradia até a sede da empresa, a quantidade de funcionários de infraestrutura que serão necessários para cumprimento das regras de limpeza e segurança sanitária e responsabilidades de trabalho.

4. O que determina o horário flexível em nossa organização?

Em vez de forçar os funcionários a voltar, os empresários devem criar um ambiente propício e agradável na sede da empresa, evidenciando o espaço como um local de trocas, colaboração em projetos e criação. Por outro lado, o trabalho em casa pode ser visto como um fator de economia de tempo, evitando o deslocamento e dando aos funcionários a possibilidade de cuidar melhor de familiares, de evitar distrações e economizar dinheiro, além de fazerem exercícios físicos com mais frequência. Além disso, os líderes devem ter uma resposta clara de por que o tempo flexível é valioso para a organização.

5. Como nossos gerentes apoiarão os líderes para fazer a mudança?

Como podemos criar uma experiência consistente para os funcionários em espaços virtuais e presenciais? Como podemos garantir que os funcionários remotos se sintam incluídos em suas equipes? Como podemos garantir que o desempenho e as promoções sejam justos, independentemente da presença no escritório? aí entra a necessidade de treinamento e no desenvolvimento de gerentes, de forma que consigam enfrentar as decisões sobre o trabalho remoto – e sua abordagem influenciará o engajamento e o desempenho da equipe. A pesquisa da Gallup mostra que os trabalhadores remotos são altamente produtivos quando são bem gerenciados e têm tarefas adequadas para o trabalho remoto.

6. Onde veremos os custos aumentar, diminuir ou mudar?

O trabalho à distância dá a oportunidade de os líderes repensarem e reinvestirem as despesas para estimular a colaboração. Como podem fornecer suporte e atenção aos funcionários com escritórios em casa? A redução de custos dos escritórios é evidente, com o trabalho em home office, mas os gestores devem se lembrar que esses escritórios domésticos, fazem parte do bem-estar funcionário e devem alocar os recursos de forma que eles sejam ambientes favoráveis e saudáveis.

7. Como avaliaremos o que funciona (e o que não funciona)?

A satisfação do funcionário com a política, a produtividade, o envolvimento do funcionário (combinado com custos tangíveis) pode ser uma medida ideal, pois está altamente correlacionado com uma variedade de resultados de negócios, incluindo lucratividade, retenção e desempenho.

Veja a íntegra na Gallup.

Selecionamos outros textos para você