Centenário, Jornal do Commercio encerra edição impressa

PORTAL DOS JORNALISTAS – 01/04/2021

Fernando Soares

O Jornal do Commercio, de Pernambuco, é mais um dos tradicionais jornais brasileiros a anunciar o fim de sua versão impressa. A publicação, que comemorará 102 anos neste sábado (3/4), anunciou nesta semana que dedicará seus esforços a partir de agora exclusivamente à sua plataforma digital.

É a segunda grande publicação do Nordeste, onde o JC chegou a ocupar a liderança em circulação, a tomar esta decisão apenas neste começo de 2021. Em fevereiro o Sistema Verdes Mares já havia comunicado ao mercado o fim da versão impressa do Diário do Nordeste.

Ainda não há informações sobre possíveis cortes na redação causados pela decisão, mas vale lembrar que em dezembro o Sistema Jornal do Commercio, que edita a publicação, demitiu mais de 20 jornalistas em suas redações.

Em comunicado publicado no site do JC, João Carlos Paes Mendonça, presidente do grupo, alegou a dificuldade na circulação do papel, agravada pelas questões sanitárias, como motivo para antecipar uma mudança que já estava prestes a acontecer,

“Refletimos muito sobre os novos tempos, traçamos metas mais ousadas de alcance de leitores, e hoje anunciamos que o Jornal do Commercio passa a ser um veículo 100% digital”, afirmou o executivo. “A versão impressa, que por mais de um século foi a representatividade maior da nossa marca, deixa de circular fisicamente e passa a ir ao seu encontro onde quer que você esteja, dando espaço a um jornalismo em tempo real e dinâmico, de fácil acesso e ampliando debates que seguem integralmente o tempo dos fatos”.

A publicação segue com assinaturas digitais, com planos a partir de R$ 1,90 que, além de acesso ilimitado ao seu conteúdo, também possibilita a participação no clube de vantagens JC Clube.

Selecionamos outros textos para você