Brasil lidera casos de mortes de jornalistas por Covid-19 na América Latina

13 de setembro de 2021

Imagem: Reprodução de internet – Press Emblem Campaign

O Brasil teve 280 mortes de jornalistas por Covid-19 desde o início da pandemia. O país lidera o ranking, seguido de Peru (198), México (120) e Colômbia (77). A pesquisa foi realizada pela Press Emblem Campaign (PEC), uma instituição que reúne informações de associações de jornalistas em todo o mundo.

De acordo com o estudo, mais da metade dos jornalistas que morreram de COVID-19 no mundo são da América Latina, onde foram registrados 954 óbitos.

“Os jornalistas no terreno continuam a ser uma das profissões mais expostas. O número de vítimas registradas diminuiu desde junho, mas o a taxa de vacinação continua insuficiente em muitos países ”, disse o secretário-geral do PEC, Blaise Lempen. “Alguns políticos, mas também a mídia continuar a espalhar informações falsas, a um custo alto, como nos Estados Unidos, onde três estrelas apresentadores contrários à vacinação morreram em agosto do vírus, dois na Flórida e um no Tennessee ”, acrescentou.

Clique aqui para ver o relatório da Fenaj sobre o assunto.

Selecionamos outros textos para você