Apple instruía terceiros a ouvir falas de usuários com a Siri, diz ex-funcionário

ÉPOCA NEGÓCIOS – 24/08/2019

Prestadores de serviço contratados pela Apple em Cork, na Irlanda, tinham de ouvir mais de mil gravações da assistente digital Siri a cada turno. O trabalho se completava com outros funcionários transcrevendo e classificando as gravações, de acordo com critérios variados. Os usuários eram mantidos anônimos, mas não haviam dado consentimento para que terceiros ouvissem suas instruções à Siri. A Apple encerrou o contrato em julho, segundo a reportagem do jornal Irish Examiner.

A contratada era empresa de análise de dados Globetech. A denúncia foi feita por um ex-funcionário da Apple. Pelos sotaques nas gravações, ele acredita que a maioria vinha de Austrália, Canadá e Reino Unido; também havia gravações de outras línguas europeias, além do inglês. “Entendo as razões (técnicas) pelas quais a companhia estava fazendo isso, mas podia imaginar que as pessoas sentiriam isso como uma invasão de privacidade, porque eles (a Apple) não estavam contando para ninguém (o que faziam)”, afirmou o ex-funcionário.

Segundo a reportagem, há indícios de que mais de 300 trabalhadores se dedicavam a ouvir as gravações, mas nem Apple nem Globetech informam quantas pessoas foram colocadas nessa tarefa. “Tínhamos um acordo de confidencialidade, o que significava que não podíamos falar em detalhes o que fazíamos. Não tínhamos permissão para dizer que trabalhávamos para a Apple”, afirma um ex-funcionário da Globetech, demitido após o fim do contrato com a Apple.

Em julho, outra reportagem, do jornal britânico The Guardian, afirmou que prestadores de serviço da Apple ao redor do mundo ouviam gravações da Siri regularmente, o que incluiu informação médica confidencial, transações comerciais, compra de drogas e pessoas fazendo sexo.

Um porta-voz da Apple afirmou: “A Apple está comprometida com a privacidade do consumidor e tomou a decisão de suspender a classificação de gravações da Siri enquanto conduz uma revisão de processos.”

Selecionamos outros textos para você