Grupo que edita o diário The Guardian transforma jornal semanário em revista e avança nos EUA e Austrália

O Guardian Media Group (GMG), publisher britânico que edita os jornais The Guardian e Observer, relança no próximo dia 12 de outubro seu jornal semanal internacional, o The Guardian Weekly, agora em formato de revista de notícias. O veículo, fundado em 1919, disputará o mesmo mercado leitor de revistas como The Economist e New Statesman no Reino Unido e em outros países, especialmente nos Estados Unidos e na Austrália, informou o site especializado em comunicação Press Gazette.

Na nova formatação, o The Guardian Weekly terá três edições diferentes: uma global, outra destinada à Austrália e uma terceira ao mercado norte-americano. O veículo também estará disponível em bancas de jornal no Reino Unido e em mais de 120 lojas da WHSmith, rede especializada em lojas de conveniência de aeroportos.

A mudança do jornal para o mercado de revistas de notícias semanais, diz David Pemsel, diretor-executivo do GMG, reflete a crescente demanda global pelo jornalismo do padrão do The Guardian. “A marca e os negócios internacionais do The Guardian têm ficado cada vez mais fortes nos últimos cinco anos e, agora, temos notícias e operações comerciais de sucesso nos Estados Unidos e na Austrália. Diversificaremos ainda mais nossa receita internacional”.

Atualmente o jornal The Guardian Weekly tem uma circulação de cerca de 42 mil exemplares em 170 países.

Leia mais em:

www.pressgazette.co.uk/guardian-weekly-relaunches-as-news-magazine-nearly-100-years-after-first-edition-published/

Selecionamos outros textos para você