Africa “bate” KFC e ganha seu primeiro GP na história

Feito para Budweiser, “Tagwords” ganha a preferência dos jurados em Print & Publishing

Meio & Mensagem
Bárbara Sacchitiello
19 de junho de 2018 – 14h40

Print & Publishing sempre foi, ao lado de Outdoor, a área que mais rende Leões ao Brasil. A tradição do País na categoria foi provada mais uma vez em 2018, com a conquista do Grand Prix para a Africa, com o trabalho “Tagwords”, para a cerveja Budweiser. O case usou peças de mídia impressa simples, que traziam quatro elementos: um ano, o nome de um grande festival de música global e a marca da cerveja e a indicação para buscar essas palavras, juntas, no Google. Veja:

A proposta do case era fazer a pessoa descobrir, pela própria busca na internet, a conexão da Budweiser com grandes astros da música internacional, que aparecem em fotos antigas segurando garrafas da cerveja. A execução da campanha cativou o júri, mas ainda havia uma barreira a ser vencida: o frango do KFC.

A disputa do Grand Prix ficou entre a peça brasileira e dois trabalhos internacionais realizados pela rede de fast food (“KFC Exploisons”, que substitui o fogo em cenas de explosão por pedaços de frango frito, e “FCK”, a brincadeira que a rede fez no Reino Unido para comunicar sobre o desabastecimento de frango. “Todas as campanhas eram muito boas e essas três ficaram para a decisão final do Grand Prix. Mas o trabalho da Africa acabou ganhando a preferência pelo conjunto da peça e, no fim, a definição até que acabou sendo praticamente unânime”, revela Rodolfo Sampaio, sócio e CCO da Moma e participante do júri de Print & Publishing.

Para Sampaio, o Grand Prix foi conquistado pela inteligência que a agência teve em conectar o elemento mais tradicional da categoria – uma peça de mídia impressa – ao universo digital. “Foi um jeito totalmente novo de trabalhar o print, que saiu do lugar comum e mostrou como a internet também pode ser incorporada a esse universo”, conta.

A presidente do júri de Print & Publishing, Kate Stanners, chairwoman e CCO global da Saatchi & Saatchi, também elogiou muito a ideia criativa da peça. “Esse Grand Prix é o símbolo de uma peça perfeita de Print: é clássico, puro, simples e ao, mesmo tempo, capaz de te levar para outro lugar. A peça é tão fantástica que, ainda que você não pretendesse fazer a busca por aqueles termos no Google, você fica curioso e certamente fará”, elogiou Kate.

Além do Grand Prix, o case da Africa também conquistou um Leão de Ouro na categoria. Ao todo, o Brasil conquistou 9 prêmios em Print & Publishing. Além do Grand Prix e Leão de Ouro da Africa, também foram premiadas a AlmapBBDO (2 Bronzes), Moma, Artplan, Grey, Ogilvy, Isobar e Y&R (1 Leão cada).

Selecionamos outros textos para você